Governo afasta investimento no país

27fev11

Ives Gandra Martins é um nome que dispensa apresentações no meio jurídico; suas contribuições, porém, foram, são e sempre serão importantes não somente para o Direito, mas para toda a sociedade. Num debate promovido pela FECOMÉRCIO, foram apresentados (tanto pelo eminente jurista quando por Paulo Oliveira, CEO da BRAIN – Brasil Investimentos e Negócios) os principais problemas que atravancam o desenvolvimento do nosso país, quais sejam:

a) excesso de burocracia – segundo dados do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) no Brasil surgem 317 novas normas por mês, enquanto na França, 159. Da análise de 16 países, descobriu-se que 80% deles tem menos de 30. O ex-secretário da Receita Federal, Evandro Maciel, bem resumiu a questão:

 

“Todos os dias tem alguém criando alguma coisa na burocracia […] para o investidor que quer vir para cá, entender e cumprir tudo isso é muito difícil”

Neste tópico, Ives Gandra disse que “nós temos tantos obstáculos, principalmente na área tributária, que uma parte dos investidores fica em dúvida de vir para o Brasil”

b) lentidão da justiça: Segundo informações obtidas junto ao Consultor Jurídico, segundo a BRAIN, o Brasil demora cerca de 365 dias para julgar uma causa e 210 para executá-la, tais prazos só perderiam para Índia e China. Além disso, atravanca também a justiça o alto número de recursos disponíveis.
Obviamente que nenhum político ou governante admitirá, mas isso tudo é culpa do próprio governo. Já disse isso em várias oportunidades e repito: a culpa é do próprio governo. Não, não sou uma maluca sem noção que acha que tudo é culpa do governo; mas, nesses dois casos específicos, é sim.

Continue lendo >>>>