Presos submetidos a tratamento desumano e degradante

09fev11

Muitas vezes vi a sociedade brasileira se insurgir contra o quase íntimo relacionamento do Brasil com o Irã por entender que por aquele país sistematicamente desrespeitar os direitos humanos, deveria ser rejeitado, e não acolhido pelo nosso.

Acho louvável. Acharia ainda mais louvável se essa mesma sociedade civil também se manifestasse, de forma firme e sistemática, contra os problemas existentes em nosso próprio país. É, pois aqui também se desrespeita os Direitos Humanos; e muito. E, se alguém duvida, basta que dê uma olhadinha em nosso sistema prisional.

Curioso que quando falo isso, as pessoas se assustam, algumas dizem ‘ah, mas o cara roubou, matou, tem mais é que sifu….’ou ‘eles estão tendo o que merecem’. Sério? Esses argumentos são risíveis; aliás, nem chegam a ser argumentos.

Clarence Darrow foi um grande jurista; mas que isso, foi um grande humanista. Ele afirmava não odiar o criminoso, mas o crime. Seria excelente se todos tivessem essa clareza de idéias. Infelizmente, porém, o mais comum é que se personifique o ódio contra o criminoso. Entendo que quando se é vítima de um crime, que o trauma acaba levando à uma reação normal de odiar aquele que te fez mal; mas daí a odiar simplesmente o criminoso, desejando a ele toda sorte de malefícios é um grande passo.

Continue lendo >>>