O monstro dos impostos

31jan11

Conforme reza a Constituição da República, um dos princípios que deve nortear a Administração Pública é a eficiência. Digo deve porque o Direito não é uma ciência exata, ciência do ser; mas sim uma ciência do dever ser.

Ocorre que só há um ponto em que a Administração Pública tem sido cada dia mais eficiente: na cobrança de impostos. Segundo a revista Exame, no ano de 2010 a arrecadação federal atingiu a incrível marca de R$ 805 bilhõese em 2011 a tendência é que haja um crescimento de 10%.

O sacrifício, é claro, acaba sendo do contribuinte; a cada dia mais temos de trabalhar mais para manter o contínuo fluxo deste rio de dinheiro. E, apesar do discurso pró reforma tributária, que observamos em nos mais recentes mandatários, o que vemos é sempre uma tergiversação sobre o assunto: de FHC a Lula, nada mais do que CINCO propostas caíram no vazio. Mas, ao que parece, o problema é ainda mais antigo, remontando ao Brasil-colônia:

Continue lendo>>>