Juiz usa resultado de EEG como prova e condena mulher

19set08

EEG

Um amigo compartilhou comigo uma notícia veiculada no Gizmodo (que, aliás, recomendo). Durante a leitura, senti aquele conhecido calor da indignação corar minha face, dado o absurdo jurídico com o qual me deparei.

Um juiz indiano resolveu aceitar os (ainda) duvidosos resultados de um exame feito com o EEG para, com base SOMENTE neles, condenar uma mulher à prisão perpétua.

Permita-me explicar melhor:

Continue lendo >>>

Anúncios