Trabalho escravo no Brasil vitimaria 40 mil pessoas

25jun08

Escravo

Não obstante qualquer ser humano com um mínimo de decência sentir-se extremamente incomodado e revoltado com a situação, ainda hão aqueles que, na busca por lucros e vantagens pessoais, não se detém diante de nada.

Semana passada a Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou dados onde estima-se que entre 25 mil e 40 mil pessoas vivam sob trabalho forçado, análogo à escravidão, no Brasil. Segundo dita organização (que é sujeito de Direito Internacional), a Ásia é o continente líder no ranking do trabalho forçado, com quase dez milhões de trabalhadores nessa situação.

A América Latina ocuparia o segundo lugar no ranking, com 1,3 milhão de pessoas submetidas ao regime, de acordo com declarações do chefe do Programa Especial de Combate ao Trabalho Forçado da organização, Roger Plant.

Continue lendo >>>

Anúncios