Infanticídio põe em xeque respeito à tradição indígena

07abr08

 

Mayutá, índio de quase dois anos de idade, deveria estar morto por conta da tradição de sua etnia kamaiurá. Na lei de sua tribo, gêmeos devem ser mortos ao nascer porque são sinônimo de maldição. Paltu Kamaiurá, 37, enviou seu pai, pajé, às pressas para a casa da família de sua mulher, Yakuiap, ao saber que ela havia dado à luz a gêmeos. Mas um deles já tinha sido morto pela família da mãe.
Leia Mais

Anúncios


One Response to “Infanticídio põe em xeque respeito à tradição indígena”

  1. É, realmente é complicado.
    É por essas que outras que não gosto da religião… Ela simplesmente estabelece um dogma baseado em ignorância e coisas são feitas por puro e simples respeito a um dogma. Nada além desse motivo. Triste.