Infância roubada: Mãe tenta vender filha à pedreiro

12mar08

Infância roubada 

Quanto mais eu conheço os homens, mais eu gosto dos cachorros. Sinceramente, girando pela net e vendo notícias como esta, percebo o que Aristóteles quis dizer como ‘pode o homem ser o pior dos animais’.

Uma mulher de 56 anos criou uma nova aberração: o ‘carnê escrava sexual’. É, é isso mesmo, tal ‘parideira’ (pois não consigo atribuir o nobre ‘adjetivo’ de ‘mãe’ a tal criatura), foi detida por tentar vender a filha de 13 anos (é, eu disse TREZE anos) a um pedreiro por US$ 500.

O desgraç……er…, quer dizer…o ‘homem’ pagaria uma entrada de US$ 100 e o valor restante em prestações de US$ 50 mensais, segundo informaram na terça-feira as autoridades judiciais mexicanas citadas pela AFP.

Conforme informou a Procuradoria da Justiça de Cabo San Lucas, a menina chegou a ser entregue ao comprador, mas logo conseguiu escapar de sua casa e pediu auxílio à proprietária de um comércio próximo, que avisou a polícia.

O pedreiro, ao dar-se conta de que a garota havia fugido, buscou-a e levou-a de volta para casa (afinal, via a menina como reles objeto que havia ‘comprado’!), mas foi detido pela polícia. A mãe da menina defendeu o homem, alegando que sua filha era “a mulher” dele. Ela também foi presa. Em depoimento, a menina, visivelmente transtornada, disse:

“Minha mãe me vendeu a este homem para que eu fosse sua mulher”

Fonte: Redação Terra

Comentário:

Não existe no Direito Penal brasileiro a figura típica ‘pedofilia’, a tipificação seria outra. No caso específico, sendo a menina menor de 14 anos, ficaria configura estupro, posto que a violência seria presumida.

A questão da ‘pedofilia’ e da exploração sexual infantil foi bem ilustrada no filme brasileiro ‘Anjos do Sol’. É ele chocante, capaz de embrulhar estômagos mais sensíveis (como ocorreu com o meu), mas é a verdade, e a verdade, muitas vezes, DÓI.

Anúncios