Pedofilia: Jovem alega haver sido coagido à mentir em testemunho contra americanos

10fev08

Combate à pedofilia 

O pai de um jovem ouvido como testemunha pela polícia do RS no caso de suspeita de pedofilia contra o casal de americanos Barbara Anner, 72 anos, e Frederick Louderback, 64 anos, registrou ocorrência na Corregedoria do órgão alegando que seu filho teria sido coagido no testemunho. Segundo o adolescente e o pai, afirmam que o jovem, de 16 anos, mentiu ao acusar o casal. A polícia nega a agressão. As informações são da Folha de S.Paulo.

A denúncia contra os americanos e um casal de brasileiros, André Herdy e Cleci Jaeger, foi aceita pelo Ministério Público de Taquara, no Vale do Paranhana. Além deles, outros três pais de meninos que teriam sido abusados foram indiciados. O pai do adolescente que diz ter mentido em seu testemunho está na lista, denunciado por “submissão e indução à prostituição ou exploração sexual, conivência e corrupção de menores”.
Segundo a polícia, os casais davam presentes e dinheiro a crianças de uma comunidade carente próxima e ajudavam seus pais com a intenção de abusar dos filhos.
De acordo com a denúncia feita à corregedoria, o menino diz que recebeu um tapa na cabeça e ameaças de que “apodreceria na cadeia” e que os policiais “fariam fila para violentá-lo”. Segundo o pai, o garoto ficou mais de sete horas em depoimento, sem poder comer, tomar água ou ir ao banheiro. “Os policiais fizeram meu guri mentir”, disse.

Fonte: Terra notícias

Anúncios

Páginas 1 2 3 4 5